AS REPRESENTAÇÕES GRAMATICAIS DE ALUNOS DE SECRETARIADO EXECUTIVO

Emili Barcellos Martins, Maria Sabina Kundman

Resumo


Qual deve ser o lugar ocupado pela gramática no ensino/aprendizagem de uma língua estrangeira, principalmente no ensino voltado para futuros profissionais de secretariado? Apesar de ser vista atualmente por muitos como uma componente de pouca importância, a gramática continua a desempenhar um papel de grande valor no ensino de qualquer língua, seja ela materna ou estrangeira. Por acreditarmos que o aprendiz ocupa o centro de todo processo de ensino/aprendizagem, objetivamos com este estudo identificar as representações que alunos de um curso de Secretariado Executivo Trilíngüe de uma universidade do interior de Minas Gerais possuem acerca de questões referentes ao ensino de gramática, tanto do português quanto do francês. Um questionário foi elaborado a partir dos modelos de Besse e Porquier (1984) e de Germain e Séguin (1998) e neste trabalho são apresentados os resultados obtidos nesta pesquisa.


Palavras-chave


Língua estrangeira; Gramática; Aprendizagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v1i1.8

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Emili Barcellos Martins, Maria Sabina Kundman

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia