Implantação de Práticas de Ti Verde no Setor de Correios e Arquivos do Departamento de Suporte Administrativo da Polícia Militar do Estado de São Paulo

Marcelo Penha, João Alexandre Paschoalin Filho, Ana Cristina de Faria

Resumo


Este trabalho tem por intuito relatar a implantação de ferramentas baseadas no conceito de TI Verde no Setor de Correios e Arquivos do Departamento de Suporte Administrativo do Comando Geral (DSACG) da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), de forma a reduzir o consumo de insumos de impressão e os impactos ambientais decorrentes desta atividade. Esta pesquisa qualitativa, também pode ser classificada como exploratória, pois desenvolveu uma análise rotinas administrativas existentes no Setor de Correio e Arquivo do DSACG. Foi empregada neste trabalho a metodologia da Pesquisa-Ação, pelo fato de os pesquisadores e colaboradores da organização estarem envolvidos e interagirem de maneira cooperativa e participante na resolução do problema em estudo. Para cumprir os objetivos desta pesquisa, foi realizado um diagnóstico prévio do Setor, identificando seu funcionamento e rotinas. Em seguida, foi realizada capacitação dos colaboradores do setor no intuito de conscientizá-los acerca da importância da necessidade ambiental e financeira da redução do consumo de insumos de impressão. A seguir, foram implantadas ações de TI Verde, as quais foram monitoradas e avaliadas. Por meio dos resultados obtidos, foi possível verificar a significativa redução no consumo e custos de insumos de impressão, bem como a diminuição do impacto ambiental causado pelas rotinas administrativas do setor. 


Palavras-chave


Insumos de impressão; Sustentabilidade; TI Verde

Texto completo:

PDF

Referências


Ansoff, H.I., & McDonnell, E.J. Implementing Strategic Management. Prentice-Hall, 1984.

Brooks, S., Wang, X., & Sarker, S. (2010). Unpacking Green IT: a review of the existing literature. In AMCIS.

Conservatree. (2017). Trees Into Paper. (2011). Disponível em: . Recuperado em 26 February 2017.

Chiavenato, I. (2005). Administração nos novos tempos. São Paulo: Elsevier Brasil.

Chou, D. C., & Chou, A. (2012). Awareness of green IT and its value model. Computer Standards & Interfaces, 34, 447-451.

Duarte, Frigeri, Gmach, & Sehnem, S. (2015). Diretrizes de sustentabilidade empresarial nas empresas de TI – Tecnologia da Informação de Chapecó/SC. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, 4(1), 77-103.

Dyllick, T., & Hockerts, K. (2002). Beyond the business case for corporate sustainability. Business Strategy and the Environment, 11(2), 130-141.

Elkington, J. (1997). Cannibals with forks. The triple bottom line of 21st century.16p.

Feliciano, A. (2015). A importância da implementação de licitações sustentáveis como medida de política pública na busca do desenvolvimento nacional sustentável. Revista de Discentes de Ciência Política da UFSCAR, 3(1), 183-202.

GESPOL – Sistema de Gestão da Polícia Militar do Estado de São Paulo. (2010). Sexta Seção do Estado Maior. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.

Iacobelli, L. B., Olson, R. A., & Merhout, J. W. Green/Sustainable IT/IS: concepts and cases. Proceedings... IN: AMCIS, 16, Lima, 2010.

Justen Filho, M. (2010). Comentários à lei de licitações e contratos administrativos. 14a. ed. São Paulo: Dialética.

Kim, Y.; Ko, M. (2010). Identifying green IT leaders with financial and environmental performance Indicators. Proceedings… IN: AMCIS 2010.

Lunardi, G. L., Alves, A. P. F., & Salles, A. C. (2012). TI verde e seu impacto na sustentabilidade ambiental. Anais... IN: XXXVI Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro.

Lunardi, G. L., Frio, R. S., & Brum, M. D. M. (2011). Tecnologia da informação e sustentabilidade: levantamento das principais práticas verdes aplicadas à área de tecnologia. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, 4(SPE), 159-172.

Lunardi, G. L., & Frio, R. S. (2012). Sustentabilidade e tecnologia da informação: um estudo sobre os principais benefícios obtidos por empresas que adotaram a TI Verde. Anais do XXXI ENEGEP, Bento Gonçalves, RS.

Lunardi, G. L., Alves, A. P. F., & Salles, A. C. (2014). Desenvolvimento de uma escala para avaliar o grau de utilização da tecnologia da informação verde pelas organizações. Revista de Administração – RAUSP, 49(3), 591-605.

Lunardi, G. L., Simões, R., & Frio, R. S. (2014). TI verde: uma análise dos principais benefícios e práticas utilizadas pelas organizações. REAd - Revista Eletrônica de Administração, 20 (1), 1-30.

MMA – Ministério do Meio Ambiente. (2009). Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P. 5ª Ed. Brasília. Recuperado em 20 agosto, 2016, de http://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/a3.

Mattos, K. M. da C., & Perales, W. J. S. (2008). Os impactos ambientais causados pelo lixo eletrônico e o uso da logística reversa para minimizar os efeitos causados ao meio ambiente. Anais... IN: Encontro Nacional de Engenharia de Produção ABEPRO, 28., Rio de Janeiro.

Melville, N. (2010). IS innovation for environmental sustainability. MIS Quarterly, 34(1), 1-21.

Mello, C. H. P., Turrioni, J. B., Xavier, A. F., & Campos, D. F. (2012). Pesquisa-ação na engenharia de produção: proposta de estruturação para sua condução. Revista Produção, 22(1), 1-13.

Menezes, A. G., Lezana, A. G. R., Abreu Ronconi, L. F., Oliveira Menezes, E. C., & Melo, É. N. (2016). A pesquisa-ação como estratégia de avaliação da inovação social: estudo de uma entidade educacional do município de Florianópolis. Navus-Revista de Gestão e Tecnologia, 6(2), 93-105.

Murugesan, S. (2008). Harnessing green IT: principles and practices. IEEE Computer Society. Green Computing.

Murugesan, S. (2010). Making IT Green. IEEE IT Professional, 12(2), 4-5.

Orsato, R. J. (2006). Competitive environmental strategies: when does it pay to be green? California Management Review, 48(2), 127-143.

Ozturk, A., Umit, K., Medeni, I. T., Ucuncu, B., Caylan, M., & Akba, F. (2011). Green ICT (Information and Communication Technologies): a review of academic and practitioner perspectives. International Journal of eBusiness and eGovernment Studies, 3(1), 1-16.

Paraíso, M. R. A., Soares, T. O. R., & de Almeida, L. A. (2009). Desafios e práticas para a inserção da tecnologia da informação verde nas empresas baianas: um estudo sob a perspectiva dos profissionais de Tecnologia da Informação. Revista de Gestão Social e Ambiental, 3(3), 85-101.

Penna, L. F. R., Dias, T. S., Cunha, D. M., & Oliveira, M. S. P. (2014). Diagnóstico do Consumo de Papel A4: O Caso do Instituto Federal de Minas Gerais – Campus Governador Valadares – MG. Anais... IN: V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental Belo Horizonte/MG.

Rezende, D. A. (2003). Metodologia para projeto de planejamento estratégico de informações alinhado ao planejamento estratégico: a experiência do Senac-PR. Ciência da Informação, 32(3), 146-155.

Rocha, M.L. (2014). Método para determinar a neutralização dos gases de efeito estufa com custo mínimo usando árvores nativas do cerrado tocantinense. Anais... IN: XLVI Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional, Salvador/BA, 10p.

Rosas Junior, J. R., Peterossi, H. G., & Lanchi, C. (2014). Capacitação Profissional na Polícia Militar do Estado de São Paulo. Anais... IN: IX Workshop de Pós-Graduação e Pesquisa do Centro Paula Souza.

Rossi, A. B., dos Santos, A. P. C., Beli, D., & da Fonseca, E. B. (2011). Economia de tinta de impressão utilizando um novo sistema de cotas nas unidades da Unicamp. Revista Ciências do Ambiente On-Line, 6(2).

Suckow, G. (2011). Gerência de ativos de TI nas organizações públicas. Monografia (Especialização em Teleinformática e Redes de Computadores), Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Thibodeau, P. (2007). Gartner’s top 10 strategic technologies for 2008. Computerworld, 9.

Thiollent, M. (2005). Metodologia da pesquisa-ação. 14a. ed.. São Paulo: Cortez.

Yuri, F. (2008). Quatro exemplos reais de TI Verde em grandes empresas brasileiras. ComputerWorld. Recuperado em 2 maio, 2016, de http://computerworld.com.br/gestao/2008/04/16/quatro-exemplos-reais-de-ti-verde-em-grandes-empresas-brasileiras.

Valente, M. A. L. (2011). Marco legal das licitações e compras sustentáveis na Administração Pública. Câmara dos Deputados. Recuperado em 15 março, 2016, de http://www2.camara.leg.br/documentos-e-pesquisa/publicacoes/estnottec/areas-da-conle/tema1/2011_1723.pdf.




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v9i1.682

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Marcelo Penha, João Alexandre Paschoalin Filho, Ana Cristina de Faria

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Licença Creative Commons
Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia