Implantação da gestão por competência em uma instituição de ensino superior pública: desafios e perspectivas

Priscila Araujo Silva, Sueli Maria de Araújo Cavalcante, Patricia Araujo Silva, Mara Rosalia Ribeiro Silva

Resumo


A pesquisa aborda os desafios e as perspectivas da implantação da gestão por competências em uma Instituição de Ensino Superior (IES) pública localizada em uma capital do Nordeste brasileiro, iniciada no âmbito público em decorrência do Decreto n. 5.707 de 23 de fevereiro de 2006 que instituiu a política de gestão por competências, em âmbito federal. O estudo foi orientado pela seguinte questão de pesquisa: quais os desafios e as perspectivas no processo de implantação de gestão por competências em uma IES? Para atender a esse questionamento, o objetivo geral desta pesquisa é compreender os desafios e as perspectivas no processo de implantação da gestão por competências em uma IES. Na fundamentação teórica, discorre-se sobre gestão por competências e implantação da gestão por competência no setor público. Metodologicamente, realizou-se uma pesquisa qualitativa do tipo exploratório. Em sua fase de campo, realizaram-se seis entrevistas semiestruturadas em profundidade com servidores técnico-administrativos que ocupam cargos de gestão e servidores que participam da equipe de implantação da gestão por competências no órgão. Como resultado, verificou-se que a instituição está implantando a gestão por competências desde 2006, mas, em decorrência dos desafios encontrados -  ambiente complexo, necessidade de mudança na cultura organizacional referentes aos costumes políticos, a rigidez em sua estrutura, a necessidade de motivar servidores a se capacitarem, apesar da estabilidade da função adquirida por meio da legislação vigente - ainda não se obteve sucesso em sua efetiva implantação.


Palavras-chave


Competência; Gestão por Competência; Setor Público.

Texto completo:

PDF

Referências


Bandeira, E. L., de Arruda, H. R., de Aquino Cabral, A. C., & dos Santos, S. M. (2017). Panorama da gestão de pessoas no setor público. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 11(4), 86-103.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Bastos, F. C. C., Borges, F., de Mello Neto, A. W., Sainz, A. B., & de Mello, L. H. W. (2019). Gestão por competência: uma análise das competências sob a perspectiva dos servidores do IBAMA de Santa Catarina. NAVUS-Revista de Gestão e Tecnologia, 9(1), 74-86.

Bitencourt, C.;Barbosa, A. C. Q. (2004). A gestão de competências. In C. Bitencourt (Org.). Contemporânea de pessoas. Porto Alegre: Bookman.

Brandão, H. P., & Guimarães, T. D. A. (2001). Gestão de competências e gestão de desempenho: tecnologias distintas ou instrumentos de um mesmo construto?. Revista de Administração de empresas, 41(1), 8-15.

Brandão, H. P., & Bahry, C. P. (2005). Gestão por competências: métodos e técnicas para mapeamento de competências. Revista do Serviço Público, 56(2), 179-194.

Brantes, C. A. A. (2012). Competências e desenvolvimento de pessoas no setor público: mudanças após o Decreto 5707/2006. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil.

Campion, M. A., Fink, A. A., Ruggeberg, B. J., Carr, L., Phillips, G. M., & Odman, R. B. (2011). Doing competencies well: Best practices in competency modeling. Personnel psychology, 64(1), 225-262.

Carvalho, A. I. D., Vieira, A. S., Bruno, F., Motta, J. I. J., Baroni, M., Macdowell, M. C., ... & Côrtes, S. D. C. (2009). Escolas de governo e gestão por competências: mesa-redonda de pesquisa-ação. Brasília: ENAP.

Capuano, E. A. (2015). Gestão por competências no setor público: experiências de países avançados e lições para o Brasil. Revista do Serviço Público, 66(3), 371-394.

Carbone, P. P., Brandão, H. P., & Leite, J. B. D. (2008). Gestão por competências e gestão do conhecimento. (2. ed.). Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

Cavalcante, F. V., & Renault, T. B. (2018). Gestão por competências: uma Avaliação das Práticas de Gestão de Pessoas em uma Instituição Pública de Ciência e Tecnologia em Saúde. RAHIS-Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 15(2), 89-107.

Decreto n. 5.707, de 23 de fevereiro de 2006. (2006). Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e regulamenta dispositivos da Lei n. 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Brasília, DF. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5707.htm

Decreto n. 9.727 de 15 de março de 2019. (2019). Dispõe sobre os critérios, o perfil profissional e os procedimentos gerais a serem observados para a ocupação dos cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS e das Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE. Brasília, DF. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D9727.htm

Decreto n. 9.991 de 28 de agosto de 2019. (2019). Dispõe sobre a Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoas da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e regulamenta dispositivos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, quanto a licenças e afastamentos para ações de desenvolvimento. Brasília, DF. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D9991.htm

Draganidis, F., & Mentzas, G. (2006). Competency based management: a review of systems and approaches. Information management & computer security, 14(1), 51-64.

Dutra, J. S. (2004). Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas naempresa moderna. São Paulo: Atlas.

Dutra, J. S., Fleury, M. T. L., & Ruas, R. (2008). Competências: conceito, método e experiências. In Competências: conceito, método e experiências (pp. 303-303).

Fernandes, B. H. R., & Fleury, M. T. (2007). Modelos de gestão por competência: evolução e teste de um Sistema. Análise–Revista de Administração da PUCRS, 18(2).

Ferreira, S. F., & Soeira, F. D. S. (2013). A importância do recrutamento e seleção de pessoas em uma empresa de pequeno porte do setor de móveis. Revista Eletrônica “Diálogos Acadêmicos, 4(1), 46-56.

Flick, U. (2013). Uma introdução à metodologia de pesquisa: um guia para iniciantes. Porto Alegre: Editora Penso.

Fonseca, D. R., & Meneses, P. P. M. (2016). Fatores para implantação e desenvolvimento da gestão por competências em agências reguladoras federais. Revista Eletrônica Científica da UERGS, 2(2), 117-133.

Giudice, R. C. (2012). Desafios da gestão de pessoas por competências na Administração Pública Federal Brasileira. Revista brasileira de planejamento e orçamento, 2(2), 188-204.

Kriiger, C. C. P., de Andrade, E. P., da Silva, A. M., de Oliveira Mourão, C., Pizzol, R. A., & Lima, S. T. P. (2018). Desafios à implantação de modelos de gestão por competências no setor público federal: o caso de uma autarquia federal. Revista do Serviço Público, 69(3), 707-740.

Mendes, A. M. (2007). Pesquisa em Psicodinâmica: a clínica do trabalho. In Mendes, A.M. Psicodinâmica do trabalho: teoria, método e pesquisas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 65- 86.

McClelland, D. (1973). Testing for competence rather than for "intelligence". American Psychologist, v. 28, pp. 1-14.

Montezano, L., Medeiros, B. N., Isidro-filho, A., & Petry, I. S. (2019a). Panorama da Produção Científica da Gestão por Competências na Administração Pública Brasileira (2008 a 2018). Contabilidade, Gestão e Governança, 22(2), 280-298.

Montezano, L., Medeiros, B. N., Pinheiro, A. O., & de Oliveira, C. A. A. M. (2019b). Percepção de servidores de uma organização pública federal quanto à implantação da gestão por competências. Gestão e Sociedade, 13(34).

Paes, R. V. O., de Souza Figueiredo, M., de Lemos, J. F. N., & Oliveira, M. A. (2019). Panorama da atuação do profissional de secretariado executivo na Universidade Federal do Pará através da gestão por competências. Revista de Gestão e Secretariado, 10(3), 163-191.

Leme, R. (2006). Avaliação de desempenho com foco em competência. Rio de Janeiro: Qualitymark.

RUF – Ranking Universitário Folha. (2019). Ranking de universidades. Recuperado de https://ruf.folha.uol.com.br/2019/ranking-de-universidades/principal/

Rocha, G. B., Passador, C. S., & Shinyashiki, G. T. (2017). What is the Social Gain from Competency Management? The Employees’ Perception at a Brazilian Public University. RAUSP Management Journal, 52(3), 233-245.

Sansur, A. M, (2007). Gestão por competências: a percepção de ganho social do trabalhador. 2007. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

Silva, F. M., & Mello, S. P. T. (2013). A implantação da gestão por competências: práticas e resistências no setor público. Revista Eletrônica de Administração e Turismo-ReAT, 2(1), 110-127.

Siqueira, W. M., & do Nascimento, D. C. (2016). Gestão por competências: desafios encontrados por uma instituição pública de Petrolina durante o processo de implementação. ID On Line REVISTA DE PSICOLOGIA, 10(31), 43-62.

Sousa, M. G. T., & Barbosa, M. D. F. N. (2018). A Aplicação da Gestão por Competências nos Processos de Gestão de Pessoas: Um Estudo com os Servidores Técnico-Administrativos no Centro de Ciências Jurídicas e Sociais/UFCG. Revista de Administração Contabilidade e Sustentabilidade, 8(3), 31-46.

Sovienski, F., & Stigar, R. (2008). Recursos humanos x gestão de pessoas. Revista científica de Administração, 10(10), 51-61.

UNESCO - United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization. (2009). 2009 World Conference on Higher Education: the new dynamics of higher

education and research for societal change and development. Paris: Unesco.

Recuperado de https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000183277

World University Rankings. (2019). Times Higher Education. Recuperado de: https://www.timeshighereducation.com/world-university-rankings/about-the-times-higher-education-world-university-rankings

Yin, R. K. (2015). Estudo de Caso: Planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.7769/gesec.v12i2.1188

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Priscila Araujo Silva, Sueli Maria de Araújo Cavalcante, Patricia Araujo Silva, Mara Rosalia Ribeiro Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GeSec - Revista de Gestão e Secretariado | São Paulo, São Paulo, Brasil | e-ISSN:2178-9010

Para referências:

R. G. Secr., GESEC.

Esta Revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia